NewTrackon: tracker de trackers torrent

Foi lançado o NewTrackon, uma nova versão do encerrado Trackon lançado em 2009 (mas cujo dono havia morrido, e consequentemente o projeto), para que os usuários possam tomar ciência de quais são os trackers torrent operativos, de forma automatizada.

newtrackon-tracker-list-screenshot-vga

Lista de trackers no NewTrackon.

Motivações

O criador, estudante Miguel Ángel, disse ao TorrentFreak algumas coisas acerca de seu interesse:

Eu estive usando torrents desde que eu tinha 15 anos, quando alguns amigos introduziram-me a trackers privados espanhois. Ultimamente, porém, eu tenho estado mais interessado em sites públicos.

[…]

O protocolo BitTorrent realmente me interessa, de um ponto de vista técnico; é um dos sistemas de compartilhamento de arquivos mais complexos, resilientes, e descentralizados.

[…]

Agora que estou na universidade, e adquiri algumas habilidades básicas, eu pensei que seria um grande projeto de tempo livre reviver o Trackon, melhorá-lo, e pô-lo online outra vez.

— Miguel Ángel, criador do NewTrackon.

Miguel interessou-se pelo Trackon original quando ele foi criado, e até chegou a trocar e-mails com o criador, Uriel.

Detalhes de funcionamento

Um dos principais problemas é que o Trackon original usava o Google App Engine, que apenas pode processar comunicações HTTP. A maioria dos trackers públicos da atualidade usa o protocolo UDP ao invés do HTTP, então foi necessária reescrita para fazer o NewTrackon poder funcionar em máquinas Linux ou Windows em Python.

Eu penso que o NewTrackon é realmente útil em prover informação sobre os trackers; não apenas a estabilidade deles, mas os países onde eles estão hospedados, bem como as redes, devido a preocupações de privacidade. Todas as informações mostradas no NewTrackon são públicas, qualquer um com mínimos conhecimentos de rede podem pegá-las, então não estou expondo nada demais.

O programa é simplesmente um monte de scripts Python que gerenciam um simples banco de dados SQLite, contendo este todas as informações dos trackes. A cada 30 segundos, todos os trackers que estão desatualizados (a última vez que foi atualizado é maior do que o intervalo de atualização) são checados com um hash aleatório.

O intervalo de atualização é o tempo definido pelo tracker sobre quão frequentemente o cliente pode-se conectar à ele buscando mais pares. A resposta é então processada, e toda a informação dos trackers é atualizada (IP, país, etc.).

— Miguel Ángel.

O serviço provê uma lista de tracker com mais de 95% de tempo de bom-funcionamento, de formas que quem queira criar um torrent e adicionar um tracker funcional poderá encontrar um para o seviço. Uma coisa excelente é que o NewTrackon permite que os usuários (ou operadores…) de trackers públicos adicionem-os ao banco de dados do site…

Quando você envia novos trackers para a lista, o programa primeiro checa se já não consta nela, ou que não trata-se do mesmo IP já na lista mas com outro nome. Então, ele põe o tracker na lista de entrada, e começa a checar todos os trackers submetidos. Leva cerca de 15 segunos para cada tracker ser aceito ou descartado da lista.

— Miguel Ángel.

Na lista de coisas a fazer, há algumas coisas já, como suporte a tracker IPv6 e comparação de recursos de tracker. Qualquer um é bem-vindo a contribuir no GitHub, com novas ideias, melhorias de código, ou reports de bugs.

— Miguel Ángel.

Este post de Anders Bateva está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho disponível em Torrent Freak.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*