Propagandistas prometem boicotar sites piratas, após visita policial

A Unidade de Crime contra a Propriedade Intelecutal da Polícia do Reino Unido disse, em janeiro, ter visitado 8 companhias onde observava-se estarem propagandeando em sites piratas. As visitas, feitas juntamente do FACT, IFPI, BPI e PRS, resultaram em promessas das organizações no sentido de pararem de propagandear em 1.232 sites piratas que constam na IWL (mantida pela polícia e pelos detentores de direitos de cópia).

As 8 companhias-alvo foram, além de redes de propaganda, também agências de propaganda, e mesmo marcas anunciantes. O esforço anti-pirataria conjunto foi parte da “Operação Criativo”.

A Operação Criativo cumpre um papel-chave para encerrar o financiamento de sites envolvidos em pirataria digital. É importante nós acertarmos este problema, não apenas para a reputação de marcas e empresas, mas de consumidores também: quando propagandas de marcas estabelecidas aparecem nestes sites, elas os dão a aparência de legitimidade. Ao trabalharmos com a indústria no sentido de desencorajarmos marcas reputáveis de propagandearem nestes sites, nós ajudaremos os consumidores a perceberem que estes sites não são, nem oficiais, nem legais.

— Detective Constable Steven Salway, chefe da Operação Criativo.

Realmente, é uma das principais estratégias da indústria de entretenimento prevenir a geração de lucros por sites piratas, como forma de golpeá-los. A teoria é que, como estes sites são motivados por lucros, se nenhum puder ser obtido, eles terão de fechar em breve. Esta ação específica noticiada acima provavelmente terá algum efeito, mas há também ainda bastante propagandistas querendo exibir seus produtos em plataformas piratas… O que é claro, porém, é que a qualidade das propagandas em tais sites está diminuindo continuamente.

Licença Creative Commons Este post de Anders Bateva está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho disponível em Torrent Freak.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*