Sobre misantropia, decepções, e dedo podre

Fonte: Sócrates. Os Pensadores III: Platão – 1ª edição – 1972 – Abril Cultural – diálogo “Fédon”, “Fédon retoma a narrativa”. O ódio aos seres humanos – a misantropia – penetra nos corações quando confiamos demais numa pessoa, sem nos acautelarmos; quando acreditamos que uma pessoa é boa, sincera, honesta, e vimos a descobrir mais tarde que tal não é, […]

Continue lendo

Platão – Método socrático: como funciona?

Fonte: “Estrangeiro”. Os Pensadores III: Platão – 1ª edição – 1972 – Abril Cultural – diálogo “Sofista”, seção “Sexta definição: o sofista, refutador”. Creio, pelo menos, distinguir uma forma especial de ignorância, tão grande e tão rebelde que equivale a todas as demais espécies: nada saber, e crer que se sabe. Temo que aí esteja a causa de todos os […]

Continue lendo

Sobre marxistas profissionais

Fonte: “Estrangeiro”. Os Pensadores III: Platão – 1ª edição – 1972 – Abril Cultural – diálogo “Sofista”, “Recapitulação das definições” e “As artes ilusionistas: a mimética”. Como chegam esses homens a incutir na juventude que somente eles, e a propósito de todos os assuntos, são mais sábios que todo o mundo? Pois na realidade, se como contraditores não tivessem razão, […]

Continue lendo

Tolstói: opor-se ao mal sem violência

Fonte: Leon Tolstói. Biblioteca do Pensamento Vivo – 16: O Pensamento Vivo de Tolstoi, apresentado por Stefan Zweig. Livraria Martins Editora. Quinta parte, seção “Três parábolas”, parábola I. O joio começou a brotar no prado. Para se livrar dele, os donos do prado puseram-se a ceifá-lo, e, como era de esperar, nasceu ainda mais espesso. Ora, um bom e sábio […]

Continue lendo
1 2